FREE PASS (Experimente a academia por três dias sem pagar nada)

Alimentos Funcionais
Muito mais do que nutrientes.


O que você imagina que está oferecendo ao seu corpo quando ingere um molho de tomate bem fresquinho sobre o seu prato de macarrão? E uma porção de uvas roxas no café da manhã? Carboidratos? Vitaminas? Sim! E muito mais que isso.

A ciência dos alimentos vem revelando a cada ano que muitos dos alimentos que estamos habituados a consumir, não só representam fonte de nutrientes para manter o bom funcionamento do nosso corpo, como também são fontes de compostos denominados “funcionais”.

Os compostos funcionais têm a capacidade de prevenir e até mesmo auxiliar no tratamento de doenças como o câncer, as doenças cardiovasculares, a hipertensão (pressão alta), o diabetes, o colesterol alto, etc. O uso contínuo de alimentos funcionais pode promover melhoras tão expressivas na saúde de um indivíduo, que é possível até mesmo diminuir a necessidade do uso de medicamentos de controle.

Mas não só as pessoas portadoras de alguma doença podem se beneficiar das propriedades funcionais dos alimentos.

Alguns exemplos dos efeitos fisiológicos benéficos dos alimentos funcionais são:

- Manutenção do funcionamento regular do intestino;

- Auxílio na redução de peso;

- Prevenção do envelhecimento precoce;

- Maior controle da glicemia para os diabéticos;

-Aumento a competência imunológica do organismo, evitando o aparecimento de infecções;

-Prevenção de lesão ao DNA da célula provocado pelos radicais livres – o que poderia gerar células cancerosas;

- Aumento do rendimento físico de atletas e desportistas;

- Prevenção da formação de depósitos de gordura nas artérias – que causam infartos do coração;

- Aumento da capacidade de memória e aprendizado, etc.

Hoje é possível encontrar no mercado extratos concentrados dos alimentos funcionais, em formato de comprimidos, cápsulas soft gel, pós e líquidos, no entanto não é recomendado fazer uso de compostos funcionais nessas apresentações sem orientação de um nutricionista ou médico, pois devido a sua concentração, se usados de forma errada poderão ter efeitos diferentes do esperado e causar prejuízos à saúde de quem utilizar.

A forma mais segura de se beneficiar dos alimentos funcionais é associar o consumo de alimentos funcionais a uma dieta e hábito de vida saudáveis.

A seguir alguns exemplos de alimentos funcionais, que poderão fazer parte da sua alimentação habitual e suas respectivas ações fisiológicas:

- Melancia, goiaba, tomate vermelho, molhos de tomate e ketchup: são ricos em licopeno, um poderoso antioxidante que evita o envelhecimento precoce das células e o oxidação do LDL (o colesterol ruim) que forma placas de gordura nas artérias podendo obstruir a passagem sanguínea e provocar infarto. Têm se mostrado promissor na prevenção de câncer de próstata e estômago.

- Vinho tinto, suco de uva e uva roxa: ricos em compostos fenólicos (antocianinas, catequinas e resveratrol), tem ação protetora sobre o coração e fortalecem o sistema imunológico.

- Espinafre, agrião e couve: são ricos em ácido fólico, um nutriente já conhecido na prevenção da anemia megaloblástica, e que novos estudos vêm revelando outras competências. Um estudo dinamarquês confirmou que homens e mulheres de meia idade que consumiram 800 mcg de ácido fólico por dia, nos últimos três anos, tiveram um escore melhor em testes cognitivos em relação àqueles que tiveram o tratamento placebo. A memória deles foi tão boa como se fossem cinco anos mais jovens.

- Chá verde e Chocolate meio amargo: fontes de catequinas, procianidinas (taninos, teaflavinas e tearubiginas). Nomes complexos para descrever componentes capazes de evitar reações inflamatórias muito deletérias para o corpo, conseguem também poupar a vitamina A e E presentes na circulação e inibem a agregação plaquetária, ou seja, evitam a formação de coágulos que podem causar obstrução de uma artéria e infarto.

A epigalocatequina-galato presente no chá verde conseguiu inibir a multiplicação de células cancerosas. Sua ação termogênica no corpo humano têm contribuído muito nas dietas para emagrecimento. O chá verde também protege a saúde de atletas e desportistas por diminuir o estresse oxidativo causado pelos radicais livres produzidos durante o exercício.

- Salmão, sardinha e linhaça dourada: ricos em ômega 3, um ácido graxo conhecido por melhorar o perfil de colesterol de quem o consome, promove saúde ao coração e vasos sanguíneos.

Inúmeros outros alimentos podem ser citados a respeito de suas propriedades funcionais. Sem dúvida, constituem grandes aliados para uma vida longa e cheia de saúde.

Você também pode acrescentar o consumo de alimentos funcionais às suas rotinas de cuidados à saúde. Em caso de dúvidas, consulte uma nutricionista da sua confiança e viva uma vida saudável!

Rita de Cássia Carvalho
comments powered by Disqus




Clique e leia a matéria.
Aulão Fit Dance

Dica do Mestre: Utilização das borrachas nos membros inferiores


VERÃO batendo na porta e... QUAL O SEU OBJETIVO com a Academia?



Banner Free Pass ×